Cisco estabelece recorde com teste de cabo transatlântico de 800Gbps

A Cisco alcançou um feito notável ao transmitir 800Gbps através do cabo transatlântico Amitié, que liga Boston, Massachusetts, a Bordéus, França, ao longo de mais de 6.000 quilómetros. Esta conquista assinala um avanço significativo na tecnologia de redes subaquáticas, impulsionado pela crescente procura por serviços em nuvem aprimorados e pela rápida expansão das capacidades de inteligência artificial (IA).

O cabo Amitié, distinto pelo uso da tecnologia de Multiplexação por Divisão Espacial (SDM), possui 16 pares de fibras – mais do que os cabos submarinos tradicionais. Esta inovação permite o compartilhamento de energia de repetidores entre os pares de fibras, otimizando a capacidade do cabo para níveis sem precedentes.

Durante um teste de campo em tempo real que estabeleceu novos padrões na indústria, a Cisco utilizou a tecnologia de Multiplexação por Divisão de Comprimento de Onda Denso (DWDM) para alcançar uma transmissão de 800G com um espaçamento de canal de 150GHz. Esta operação demonstrou uma eficiência espectral de 5,33bit/s/Hz, atingindo um pico de eficiência espectral máxima de 5,6bit/s/Hz.

Além disso, o teste conseguiu uma transmissão de 600G numa distância impressionante de 12.469 quilómetros usando uma configuração de loopback transatlântico. Este é o primeiro teste a demonstrar com sucesso uma transmissão de sinal de único portador de 140Gbaud num ambiente real, estabelecendo um recorde para a maior distância alcançada na transmissão DWDM de 600G de único portador num cabo SDM.

O sistema de cabo Amitié, crucial para ligar os Estados Unidos, o Reino Unido e a França, agora faz parte da rede global de uma grande empresa de tecnologia (Microsoft), intensificando o suporte para todos os seus serviços. Esta colaboração entre empresas destaca a importância das conexões de rede confiáveis e rápidas na era da IA.

O vice-presidente de uma das empresas envolvidas enfatizou a importância do teste, chamando-o de ponto de viragem para os cabos SDM, mostrando a sua capacidade de aumentar a capacidade da rede em grandes distâncias.

Outro executivo destacou o papel do teste em demonstrar uma tecnologia comercial para rotas submarinas, prevendo avanços significativos na capacidade de rede e potencialmente impulsionando a transformação digital em diversos setores em todo o mundo.

O teste utilizou uma plataforma específica equipada com tecnologia avançada, disponível no mercado para atender à crescente demanda por desempenho e capacidade em comunicações submarinas.
Fonte

Deixe um comentário